Diálogo sobre a independência dos Açores, 1

Autor:Arnaldo Ourique
Ocupação do Autor:Faculdade de Direito de Lisboa
Páginas:79-81
 
TRECHO GRÁTIS
79
Diálogo sobre a independência dos Açores, 1 (
27)
Junto à Sé Catedral dos Açores em Angra do Heroísmo discutem três amigos, Simplício,
homem conhecedor da sociedade, Complexus acérrimo defensor da independência
açoriana, e Eutu, autor de livros para crianças.
Complexus: Não tenho dúvidas que o arquipélago tem condições para a sua
autodeterminação...
Simplício: Não é uma questão de condição, mas de identidade coletiva nesse
sentido; e isso não existe. Sou contra a independência. Aliás, as ideias independentistas
de S. Miguel são de independência num contexto de manutenção da portugalidade.
Repare como em 1975 e agora em 2012 os intervenientes sistematicamente sublinham
que não estão contra a República e não querem deixar de constituir-se portugueses, e até
cantavam em altos brados A Portuguesa. Ou seja, esse sentimento, e não é por acaso
que se centra em S. Miguel onde existiu um movimento republicano exemplar, é
herdeiro das ideias republicanas do século XIX: várias repúblicas portuguesas reunidas
num Estado federal, como Antero de Quental aliás defendia, querendo na altura, creio,
seguir o modelo Suíço. O que hoje, se é que existe mesmo em termos coletivos, é
uma certa ideia de independência de unidade nacional...
Complexus: Isso não é certo, juntaram-se na comemoração do 6 de junho, a
propósito do verão quente, centenas de pessoas e todas elas falam em independência...
Eutu: Deixem-me participar... é curioso aliás a dimensão comparativa entre
os noticiários desse dia e o Dia Dos Açores dias antes: num caso pensa-se no futuro dos
Açores, no outro na distribuição das cadeiras...
Simplício: ... mas isso não tem nenhum significado...
Complexus: Não tem?!, tem!, tem!, tem! Nós não aceitamos uma democracia,
que se diz democrática, e proíbe a existência de partidos regionais.
Simplício: Isso é verdade...
Eutu: Como é possível, meu caro Simplício, ser contra a independência e ao
mesmo tempo contra a proibição de partidos regionais? Essa proibição não é uma mera
(27) Publicado na revista XL do Diário Insular, em 22-07-2012.

Para continuar a ler

PEÇA SUA AVALIAÇÃO