Requerimento dirigido à instituição bancária a solicitar a remissão do remanescente de dívida

Autor:Ana Sardinha
Cargo do Autor:Advogada
Páginas:47--50

Page 47

À CGD AO CUIDADO Exmo Sr. Presidente do Conselho da Administração do Banco..... CGD

V. Refera: Emp°s N. Refera: Srs. Carlos António Saraiva Vaz e Maria de Jesus Duarte Silva Vaz

Com conhecimento:

* Direcção dos Serviços Jurídicos do Banco....

Data: 06/04/10

Carlos António Saraiva Vaz e Maria de Jesus Duarte Silva Vaz, devedores da quantia remanescente, referente aos empréstimos n.os............, do imóvel sito na Rua do Pôr-do-Sol, n.° 55,

Brejos de Azeitão, junto da dependência de Setúbal, Vêm Expôr e Requerer a Remissão da mesma, nos termos e com os seguintes fundamentos:

1.°

Em 17/05/05, os ora Requerentes eram devedores para com V. Exas, no valor de Euros183.377,09 ( cento e oitenta e três mil trezentos e setenta e sete euros e nove cêntimos);

2.°

Tendo na data supra mencionada sido a sua casa submetida a venda judicial, pelo valor de Euros105.500,00 (cento e cinco mil e quinhentos euros, correspondendo a apenas 70%, do valor da dívida, tal como resulta do estipulado no n.° 2 do art 889.° Do C.P.C. (Cfra doc. 1)

No entanto,

3.°

A única proposta a ir à praça foi justamente e apenas, a apresentada por V. Exas...

Assim, Page 48

4.°

Os ora Requerentes não contestam tal facto, sabendo serem os únicos responsáveis por tal cenário;

E,

5.°

Serem igualmente devedores do remanescente da dívida, em questão.

Mas

6.°

Há que fazer alguns considerandos...

7.°

Os ora Requerentes tinham uma filha, Carolina Maria Silva Vaz, de 1 ano de idade, que teve como causa de morte, afogamento, na piscina da moradia germinada com a sua (junta certidão de óbito como doc. 2 e que se dá por integralmente reproduzida para todos os efeitos, inclusive legais)....

Situação essa,

8.°

Que os deixou profundamente transtornados, desorientados....

E,

9.°

Com pouca ou nenhuma vontade de viver, muito menos no imóvel que lhes roubou a filha querida!!!!

Em concordância,

10.°

Tal situação despoletou durante largo tempo, o alhiamento e o desinteresse por tudo, por parte dos ora Requerentes, levando-os à situação de dívida, que detém com V. Exas...

Quadro esse,

11.°

Sobejamente conhecido pela dependência bancária de Setúbal...

Como se tal não bastasse,

12.°

O aqui Requerente viu-se acometido à situação de desempregado.... Page 49

Facto que se mantém até aos dias de hoje...

Mais,

14.°

Apesar de todo este cenário, os ora Requerentes encetaram esforços para ultrapassar toda esta problemática...

Assim,

15.°

Pouco tempo antes da publicação dos...

Para continuar a ler

PEÇA SUA AVALIAÇÃO